DOENÇAS

Lesões do Ligamento Cruzado Anterior

As lesões ligamentares do joelho são comuns em indivíduos que praticam esportes, sendo a lesão do ligamento cruzado anterior (LCA) a mais frequente. A ruptura desse ligamento provoca uma frouxidão articular, principalmente nos movimentos rotacionais e causa, frequentemente, incapacidade para a prática esportiva e evolução para desgaste articular.

O tratamento cirúrgico tem como objetivo reconstituir o ligamento lesado por meio da sua substituição por uma estrutura que se assemelha ao tecido ligamentar, permitindo o retorno à prática esportiva, evitando instabilidade do joelho nas atividades diárias e prevenindo novas lesões, protegendo assim o joelho de desgaste (artrose) precoce.

Lesões do Menisco

Meniscos são estruturas internas do joelho que ficam entre o fêmur e tíbia. Cada joelho tem dois meniscos, sendo que suas funções incluem: amortecer impacto, ajudar na estabilização do joelho, aliviar a pressão sobre a cartilagem articular e colaborar com a nutrição desta, através da ajuda na distribuição do líquido articular.

Quando lesados, lesões "tipo degenerativas", quando respondem bem à reabilitação, podem ser tratadas não cirurgicamente. Lesões traumáticas e lesões degenerativas mais graves (com fragmento meniscal que provoca travamentos no joelho) geralmente são tratadas através de técnica cirúrgica de vídeo (artroscopia), com remoção do fragmento lesionado (meniscectomia parcial) ou a preservação do menisco através da sutura (costura) da lesão.

Artrose de Joelho

Artrose é uma doença que afeta as articulações, caracterizada por alterações/perda da cartilagem articular nos estágios iniciais e por dor. Pode evoluir em ritmo variável, chegando até perda da mobilidade articular, deformidade no joelho e dor intensa para as mínimas atividades.

Os tratamentos incluem várias opções, as principais são reeducação muscular e modificação dos hábitos, medicamentos para alívio da dor e eventualmente cirurgia, como artroscopia, osteotomia e artroplastia (prótese de joelho), dependendo do estágio, condições anatômicas da articulação, comorbidades (presença de outras doenças), intensidade dos sintomas e opção do paciente.

Artroplastia Total Primária do Joelho

O objetivo deste procedimento é substituir a articulação doente (geralmente com artrose) por um implante (prótese), aliviando a dor e devolvendo ao paciente qualidade de vida através de um joelho estável, alinhado e com amplitude de movimento suficiente para atividades do cotidiano, como andar, sentar, subir e descer escadas.

Os riscos do procedimento são minimizados através de uma boa avaliação e preparo pré-operatório, equipe de anestesia especializada, técnica cirúrgica meticulosa e cuidados pós-operatórios com equipe multiprofissional: médica, enfermagem, fisioterapia e até educação física, para ajudar a iniciar alguns exercícios, se essa for a intenção do paciente.